Publicidade

Ensaio Fotográfico

Café du Centre: o charme de Paris em Campo Grande

Café du Centre: o charme de Paris em Campo Grande

Publicidade

Categorias

Entrevistas

Medicina no Paraguai: UCP se transforma na maior universidade do Paraguai

Medicina no Paraguai: UCP se transforma na maior universidade do Paraguai

04/10/2013 às 17:07:00

Cassems Itinerante chega à Coxim neste sábado

Redação


O programa é uma iniciativa da Cassems e visa amenizar as dificuldades da população do interior do Estado em ter acesso à medicina especializada.

 

O programa “Cassems Itinerante” chega ao município de Coxim, distante 255 Km de Campo Grande, no próximo domingo (05). O programa é uma iniciativa da Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) e visa amenizar as dificuldades da população do interior do Estado em ter acesso à medicina especializada. O atendimento acontece das 8h às 18h, no Hospital Cassems do município. A próxima cidade a receber o programa será Três Lagoas, no dia 19 de outubro.

A diretora de Assistência à Saúde da Cassems, Maria Auxiliadora Budib, destaca a importância da iniciativa e, para ela, o sucesso desse projeto depende muito da parceria dos profissionais de saúde em aceitar o deslocamento durante os fins de semana para realizarem os atendimentos no interior. “Para iniciar o projeto, escolhemos a reumatologia, pois a sua demanda é composta por mais por 60% dos beneficiários de municípios longínquos que, muitas vezes, precisam se deslocar até a Capital para receber atendimentos”,afirma.

Ainda de acordo com Budib, está sendo realizado um levantamento sobre a demanda de cada Unidade Regional Cassems. “Ao recebermos as necessidades locais faremos um cronograma, analisando sempre a viabilidade administrativa e também do profissional e formataremos um calendário que será divulgado com antecedência para os nossos beneficiários”, disse.

O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, lembra que a falta ou a má distribuição de médicos tem sido tema de debates nacionais. “Nós sabemos o quanto sofremos com a ausência de profissionais em nossas regionais e hospitais”, explica Ayache. “Começamos a criar um grupo de profissionais diferenciados, interessados em caminhar conosco neste atendimento itinerante e que, sobretudo, tenham a esperança de minimizar os problemas de atendimento no interior.

Uma das pacientes atendidas pelo programa, dona Honorata de Freitas, 65 anos, conta que o atendimento chegou a sua cidade, Três Lagoas, na hora em que ela mais precisava. “Eu estava pagando médico particular e, além da consulta, tem os medicamentos. Desse jeito eu gastava muito e, nesse mês, eu não teria como pagar. Como eu não tenho condições de ir até Campo Grande, ia ter que parar o tratamento. Até que a Cassems trouxe o atendimento para perto de mim. Gostei muito deste programa e sou muito grata”, agradece Honorata.


Assessoria
Publicidade